sábado, 24 de maio de 2008

A caminhada, a caminhada...


Caminhos... Parque das Aves em Foz do Iguaçu (PR)

Pois é!

Estou caminhando.
E sei que não há caminho.
Sigo caminhando diariamente.

Quando chegarei em Santiago de Compostela, não tenho ideia. Chegarei, espero.

Por enquanto, em meus passos, nos caminhos criados, vejo muita alienação. O que é um total contra-senso, visto que estamos no mundo da informação instantânea. MAS ISSO EMBURRECE.

Este "wired world" traz como consequência a alienação, o nivelamento de tudo: o belo e o feio, o culto e o popular; dividem uma página de site um poema de Drummond com um assassinato de criança. As grandes maiorias ainda são manipuladas pelo grande show midiático de meia-dúzia de milionários donos de toda a mídia global.

MAS HÁ ESPERANÇAS. Ao menos no que diz respeito ao baixo custo de se criar alternativas de redes de contra-informações às grandes mídias.

Estou caminhando, mas não sei que dia chego em Santiago de Compostela.

Estou caminhando.


Post Scriptum (2/08/15):

Poxa! Relendo anos depois, como está atual o cenário mundial. Sigo longe de Santiago de Compostela, mas o mundo segue alienado e próximo a uma crise humana sem precedentes...

Nenhum comentário: