terça-feira, 12 de agosto de 2008

Romaria 2008


Refeição Cultural - Velha caminhada; nova experiência, sempre!

Mais um ano, mais uma caminhada para Romaria.
Mais velho, mais experiente, e mais preparado.

Como ocorre em certos acontecimentos, a experiência de fazer a caminhada de Uberlândia à cidade de Romaria (ou Água Suja) é sempre diferente a cada ano.

Aliás, posso dizer que, se por um lado o corpo está mais velho e isso poderia ser uma desvantagem, por outro, aprende-se a pisar melhor, economizar energia e se auto preservar.

Bom, para que se tenha uma ideia de como são as distâncias e referências que os romeiros usam quando estão caminhando, apresento abaixo os trechos percorridos para aqueles que saem da cidade de Uberlândia. O que se chama aqui "Rio das Velhas" na verdade é o Rio Araguari.


Da casa de meus pais até o trevo para Araxá....................12,0 km

Do trevo para Araxá a Olhos D'Água...................................6,7 km
De Olhos D'Água até a Ponte do Rio das Velhas...................8,1 km
Da Ponte do Rio das Velhas até o Trevo de Miranda.............3,7 km
Do Trevo de Miranda até o Posto Triângulo.........................7,8 km
Do Posto Triângulo até o Trevo para Araguari.....................3,7 km
Do Trevo para Araguari até a Aliança Agro-Florestal............3,2 km
Da Aliança Agro-Florestal até o Posto N. Sra. da Guia...........2,8 km
Do Posto N. Sra. Da Guia até a Antena..............................11,0 km
Da Antena até o Posto Santa Fé.......................................12,5 km
Do Posto Santa Fé até o Desvio..........................................6,0 km
Do Desvio até o Mata Burro (Córrego)................................3,0 km
Do Mata Burro até o Pé da Escadaria (Igreja).....................5,0 km

Total da minha caminhada: 85,5 km


Este ano fui muito bem novamente, pois fiz o percurso em 21 horas e meia. Saí da casa de meus pais às 11:15h de sexta e cheguei a Igreja às 8:45h de sábado.

Pela primeira vez em todos esses anos, cheguei sem estar com os pés arrebentados. Não tive nenhuma bolha que me trouxesse sofrimento.



Foto de William Mendes com sua querida
mamãe Dirce Mendes.


A SAÍDA

Saí às 11h com Sol forte. Ter usado camisa de manga e calça longa não foi uma boa escolha, pois passei muito calor até o fim da tarde.

Cheguei no bairro Alvorada 13:30h. Segui caminhando e fazendo pequenas paradas - mais para trocar meias. Parei um pouco antes dos Olhos D'Água para comer um lanche, ovo e maça. Eram 15h.

Dessa vez passei direto pelo Rio das Velhas - cerca de 17h - e peguei a grande subida direto.

Escureceu às 18h. Parei no meio da subida. Resolvi esticar até o Posto Triângulo. Não tinha bolhas nos pés e estava bem.


CAMINHANDO AO LUAR 

A primeira parte da noite de lua crescente é clara. Apesar de não se comparar à lua cheia, dá para ver até nossa sombra no chão.

Cheguei ao Posto Triângulo às 20h (ele não funciona mais - antes era um lugar com água, banheiro e comércio).

Saí para andar até o Posto N. Sra. da Guia, uns 10 km. 


Outra novidade ruim: não estava lá a barraca de ajuda aos romeiros pra tomar aquela sopa maravilhosa. Ainda bem que, antes, tomei um caldo de feijão de uma barraquinha no acostamento. Além de ganhar laranja e banana.


ESTICADA ATÉ A ANTENA 

Cheguei ao Posto às 22:30h. Já havia andado 48 km e estava muito bem fisicamente. Saí para dar aquela conhecida esticada que nunca chega: a Antena.

São 11 km e o difícil é que quando você avista aquela luzinha vermelha no meio do nada, acha que está chegando, mas ainda faltam quilômetros e você anda mais de uma hora mirando a tal Antena e ela não chega.

Bom, como faço tradicionalmente, já vinha marcando meu ritmo pelo som de minhas fitas cassete. Apesar de ser antiquado usar aikman ao invés de MP3, o fato de ter que virar a fita a cada 30 minutos me ajuda a espantar o sono (que na madrugada seria terrível!).

Cheguei à Antena às 2h da manhã. Cansado, mas sem bolhas e melhor que usualmente. Finalmente tomei a reconfortante sopa e comi outro ovo cozido que levei.



Foto de William Mendes, após andar
uns 60 km direto.

Saí para caminhar mais 12,5 km até o Posto Santa Fé. Calculei que chegaria às 5h da manhã e cheguei. Outra surpresa ruim: o posto fechou também. Tive que me deitar no chão mesmo pra relaxar uns 20 minutos. 


Passei muito sono nessa caminhada. Dei umas deliradas de sono andando meio dormindo. A madrugada já estava um breu total desde a meia-noite, quando a lua foi embora.

Estava com fome, mas não conseguia comer nada, pois estava com o estômago meio enjoado.



Foto de William Mendes,
na chegada da romaria
e ao lado da igreja local.

EM BUSCA DO ATALHO E DA CIDADE 

Saí para caminhar até o Atalho. Cheguei às 7h da manhã.

Comi umas frutas que estavam distribuindo e decidi só parar na escadaria da igreja - 8 km à frente, após passar pelo eucaliptal, descida de pó e cascalho e subida animal rumo à entrada da cidade.

Cheguei às 8:45h e muito contente, apesar do cansaço, pois não cheguei estragado fisicamente.



COMENTÁRIO FINAL

Fazer essa Romaria é bem diferente de caminhar os 900 km que farei na Espanha um dia. Mas é sempre um aprendizado. Um momento de introspecção. Um momento de humildade; de autocontrole e de renovação de você mesmo.

Voltei um pouco mais leve - em relação ao peso que carrego em meus ombros.

Agora, é pensar em minha próxima São Silvestre em dezembro.


Nenhum comentário: