sábado, 20 de setembro de 2008

Leituras, filmes e corridas... o próprio propósito!



Refeição Cultural


Hoje é sábado. Refletindo um pouco, devo ter claro que me alimentei bem esta semana. Alimentos culturais. Senão vejamos:


Assisti a um belo filme agora à tarde: O vale da luz.

Título Traduzido: O Vale da Luz
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 84mins
Ano de Lançamento: 2007
Direção: Brent Shields


O fio condutor da história é a pergunta se existe um propósito na vida. Existe? Não acredito. Principalmente se considerar o princípio de haver um deus que programe tudo para todos. Não vejo mais lógica nisso. Falo desta forma porque cri nisso uma boa parte da minha vida. Hoje, não mais.


Outra reflexão: eu adoro correr. Mas confesso que terei que ser bastante abnegado para acordar neste domingo às 5h da manhã, com um baita frio e chuva, para participar da 16ª Maratona de Revezamento do Pão de Açúcar com o pessoal do sindicato.

Em termos de leitura o sábado não foi muito produtivo. Ainda não consegui ler muito, a não ser um capítulo do livro de Saramago e uma revista.

Li a Revista Fórum que está com matérias muito interessantes; estou lendo mais um livro do maravilhoso escritor José Saramago - Ensaio sobre a lucidez. Sua forma de escrever é impar; Como não li ainda os dois tomos de Guerra e Paz, de Tolstói, cedi e estou assistindo a uma filmagem francesa de 8 horas em 4 filmes. A história é belíssima.


Post Scriptum (2014):

Estava relendo a postagem e lhes digo: eu fui para a corrida. Minha camisa azul do evento está comigo até hoje. Tomamos a maior chuva e frio, mas fui abnegado.


Post Scriptum II (25 de junho de 2016):


Em casa, Brasília, vendo filme e lendo. Esposa e filho presentes...

Sábado novamente, como foi na data original da postagem. Acabei de assistir ao filme mais uma vez. Estou em Brasília, onde trabalho em um mandato eletivo em entidade de saúde dos bancários do Banco do Brasil, a Cassi.

Coincidentemente, estou usando a mesma camisa azul da corrida onde fui abnegado em madrugar no frio e chuva lá em 2008 (post scriptum acima).

Tanta coisa mudou em minha vida nestes oito anos... mas cá estou relendo e revisando minhas postagens no blog.

A respeito da grande questão do filme: se há destino ou predestinação, não sabemos mesmo! O fato é que eu não fui fazendo o que quis em toda a minha vida. A vida foi fazendo o que quis comigo... foda isso, né? Mas estamos fazendo as coisas como devem ser feitas. 

Só isso!

Nenhum comentário: