terça-feira, 7 de outubro de 2008

História dos Bancários - Registros após 2002


(PRODUÇÃO DE TEXTO EM ANDAMENTO)

2006

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro, Contraf-CUT, foi criada em janeiro de 2006 pelos trabalhadores e suas entidades sindicais para suceder a Confederação Nacional dos Bancários, CNB-CUT, pela necessidade de organizar e representar o conjunto dos trabalhadores que atuavam para os bancos no Brasil, reorganizados em holdings e corporações nacionais e internacionais.

O primeiro congresso da Confederação ocorreu ao final de abril de 2006 e fui eleito secretário de imprensa para o período de 2006 a 2009.

O foco das matérias que vou replicar e organizar aqui será prioritariamente em relação ao Banco do Brasil. Como responsável pela imprensa da entidade, eu acompanhava tudo que era publicado sobre o maior banco público do país, empresa para a qual trabalho desde 9 de setembro de 1992.

William Mendes

--------------------------------------------

CONTRAF-CUT: REPRESENTAR TRABALHADORES DO RAMO FINANCEIRO

01/5/2006


(São Paulo) A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro da CUT (Contraf-CUT) realizou nesta terça e quarta-feira seu primeiro congresso, em Nazaré Paulista (SP). O objetivo foi eleger a direção da entidade e aprovar seus estatutos. O evento reuniu cerca de 300 delegados de 25 estados brasileiros e do Distrito Federal.

Criada em janeiro deste ano, em uma assembleia ocorrida no Paraná, a nova entidade já nasceu representativa e possui registro sindical desde março. Aglutina nove federações, com 110 sindicatos filiados, cuja base é composta por 360 mil trabalhadores do ramo financeiro.

A Contraf-CUT foi criada para atender a uma demanda das diversas categorias envolvidas em atividades do sistema financeiro. Muitas delas permanecem à margem da Convenção Coletiva Nacional dos bancários, embora realizem serviços contratados por empresas que fazem parte das holdings controladas por bancos.

Entre esses profissionais, além de bancários e financiários, encontram-se promotores de vendas, securitários, especialistas em tecnologia da informação, funcionários de bolsas de valores, entre outros. Estima-se que essas categorias ultrapassem um milhão de empregados, com base em dados da Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílio (Pnad) realizada em 2004.

AMPLIAÇÃO DE CONQUISTAS


Segundo Vagner Freitas, eleito presidente da Contraf-CUT, um dos objetivos da criação da entidade é incluir no debate e nas negociações sindicais todos os trabalhadores que fazem parte do processo de intermediação financeira com o intuito de equiparar seus direitos e ampliar suas conquistas.

"Estamos num momento histórico, em que nasce uma Confederação ampla, representante de diversos segmentos sociais. E dentro da estratégia da CUT, de ampliar a representação dos trabalhadores, enfrentando os diversos artifícios usados pelas empresas, como a terceirização e segmentação de atividades", afirma.

A pulverização dos trabalhadores brasileiros em cerca de 18 mil sindicatos nos últimos anos tornou obsoleta a organização por categoria profissional, uma vez que eles se relacionam por ramo de atividade e estão envolvidos no mesmo processo.

Os próprios bancos reconheceram essa mudança e a necessidade de criar uma entidade sindical patronal do ramo para representá-los: a Confederação Nacional do Sistema Financeiro (Consif).


Vejam abaixo a composição eleita da direção da entidade:

PRESIDÊNCIA E SECRETARIAS

Presidente - Vagner Freitas de Moraes (Bradesco/SP)
Vice-Presidente - Milton dos Santos Rezende (Banco do Brasil/RJ)
Secretaria Geral - Carlos Alberto Cordeiro da Silva (Itaú/SP)
Secretaria de Finanças - Miguel Pereira (HSBC/RJ)
Secretaria de Imprensa - William Mendes de Oliveira (Banco do Brasil/SP)
Secretaria de Relações Internacionais - José Ricardo Jacques (Bradesco/SC)
Secretaria de Saúde - Plínio José Pavão de Carvalho (Caixa Econômica Federal/SP)
Secretaria de Formação - Deise Aparecida Recoaro (ABN Real/SP)
Secretaria de Organização do Ramo Financeiro - Carlindo Dias de Oliveira (Bradesco/MG)
Secretaria de Políticas Sociais - Maria Arlene Montanari Leme (Caixa Econômica Federal/SP)
Secretaria de Assuntos Socioeconômicos - Luciana Duarte Lopes (Unibanco/MG)
Secretaria de Políticas Sindicais - Eduardo Celso Bastos Navarro de Andrade (Bradesco/BA)
Secretaria de Assuntos Jurídicos - Sonia Aparecida Aoki Zaia (Nossa Caixa/SP)

DIRETORES EXECUTIVOS

Antonio Ferreira Vale de Freitas Lima (Unibanco/RJ)
Eduardo Araújo de Souza (Banco do Brasil/DF)
Jorge Geraldo Palermo Ferraz (Bradesco/RJ)
Leoni Teresinha Philippsen (Banco do Brasil/MT)
Maria Salete Gomes de Souza (Banpará/PA)
Neemias Souza Rodrigues (Bradesco/MG)
Paulo Roberto Stekel (Santander Meridional/RS)
Sérgio Braga Vilas Boas (Banco do Brasil/AL)

SUPLENTES

Douglas Garcia dos Reis (Bradesco/ES)
Emanoel Souza de Jesus (Caixa Econômica Federal/BA)
José Ailson Duarte (Santander/CE)
Luis Augusto Monteiro Fernandes (Bradesco/SP)
Marcos Benedito da Silva (Santander/SP)
Paula Virginia Souza Oliveira (Itaú/RJ)
Sérgio Ricardo Nunes Siqueira (HSBC/SP)
Wanderley Antonio Crivellari (Itaú/PR)

CONSELHO FISCAL

EFETIVOS
Ernesto Humberto dos Santos (Unibanco/RS)
Gilmar Carneiro dos Santos (Itaú/SP)
Neide Aparecida Fonseca (Nossa Caixa/SP)

SUPLENTES
Bárbara Peixoto de Oliveira (Caixa Econômica Federal/DF)
Marcos Vandai Tavares Rolim (Bradesco/MA)
Rubens José Branquinho dos Santos (HSBC/RJ)

CONSELHO DIRETIVO

Afonso Lopes da Silva (Bradesco/SP)
Alberto Gomes Maranho (Santander Banespa/SP)
Alexander Alves de Oliveira (Itaú/RJ)
Anderson Peçanha de Siqueira (Unibanco/RJ)
Carlos Alberto Garcia (Unibanco/SP)
Celsius Descartes da Conceição Andrade (CEF/SE)
Cícero Ferreira Matheus (Rural/AL)
Denílson Machado (Santander/SC)
Érica de Oliveira Batista Simões (Bradesco/SP)
Francisco Cezar Bernardo de Lima (Itaú/SP)
José Carlos Alonso Gonçalves (CEF/SP)
José Carlos Garcia (Santander/SP)
José Ferreira Pinto (CEF/RJ)
Kardec de Jesus Bezerra (CEF/SP)
Lessivan Marcos de Oliveira Pacheco (Banco do Brasil/DF)
Lídia Pinto Ribeiro, (Unibanco/RJ)
Luís Volnei Diogo, (ABN/REAL/RS)
Márcio Benedito Monzani, (ABN/SP)
Maria Rosani Gregorutt Akiyama Hashizumi, (Santander/SP)
Marilza Speroto (HSBC/ES)
Marinaldo Soares Barbosa (ABN/Real/PB)
Maurício Honorato (Banespa/SP)
Moacir Carneiro da Costa (CEF/BA)
Nilson Alexandre de Moura Júnior (CEF/SP)
Nilton Damião Esperança (Bradesco/RJ)
Raimundo Walter Luz Júnior (BASA/PA)
Raquel Rothgangr (Banco do Brasil/SP)
Rosalina do Socorro Ferreira Amorim (Banco do Brasil/PA)
Silvio Takashi Aragusuku (Santander/SP)
Walter Antônio Alves Oliveira (Santander/SP)
Welff Madruga Povoa (Santander/RS)
Fonte: site da Contraf-CUT

--------------------------------------------


Nenhum comentário: