terça-feira, 24 de novembro de 2009

Raízes do Brasil - Sérgio Buarque de Holanda

O volume não é denso como um "Os donos do poder" de Raymundo Faoro. Mas acho que densa é a história e a referência, que já virou uma obrigação para aqueles que querem o conhecimento do Brasil. É isso que é denso, pesado e intimidador.

Li ontem e hoje o prefácio de Antonio Candido, escrito em 1967 - trinta anos depois do aparecimento do ensaio de Sérgio Buarque. O professor Candido nos dá um apanhado do que será debatido em cada um dos capítulos. Boa apresentação.

SINTAXE
Uma frase de Candido me chamou a atenção: " trinta anos atrás". Os gramáticos querem morrer ao ver tal redundância. Eu acho a coisa mais natural do mundo. É a língua rica do povo, é a Língua Brasileira.

Nenhum comentário: