domingo, 16 de março de 2014

Mundo mundo vasto mundo... Onde está a tolerância e a paz?



Mundo mundo vasto mundo... 
vamos resolver as coisas em paz,
na política e não com violência e guerra.

Refeição Cultural


Acabando meu final de semana. Foi tão curtinho!

Cheguei no sábado de manhã vindo da primeira semana de conversa com colegas do BB dos estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Piauí. Estamos num período de eleição de representantes dos trabalhadores na gestão paritária da Caixa de Assistência do Banco do Brasil, a Cassi. 

Tem quatro chapas inscritas com colegas de diversas origens e posições políticas e sindicais e nós temos que fazer uma campanha limpa, com respeito ao outro e apresentando propostas para os bancários votarem entre 9 e 22 de abril.

Não tenho conseguido ler com profundidade os absurdos da violência pelo mundo e pelo meu amado País, o risco iminente de guerras e ataques às democracias constituídas é grande, pela falta de diálogo e aceitação dos capitalistas que perderam assentos no poder executivo e legislativo em suas democracias burguesas. 

Aliás, é uma tristeza ver os grupos de se dizem de "esquerda" mancomunados com as direitas e donos do capital, na tentativa de derrotar governos de esquerda ou centro esquerda ou ao menos mais progressistas e focados em programas com princípios de solidariedade e não de cada um por si. Mas a coisa está feia por aí. 

O capital, que detém quase toda a mídia comercial, atua de forma a fazer as pessoas simples, a classe trabalhadora, odiar a política e defender até inconscientemente as teses da direita burguesa. "A ideologia dominante é a ideologia da classe dominante" já dizia Karl Marx.

Não é possível acompanhar tudo (e nem quero) pelo acúmulo de trabalho e foco no que estou fazendo de meu trabalho de representação sindical, tanto na Contraf-CUT onde sou diretor executivo e cuido da área de formação, quanto na coordenação da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB. Sem contar que nestas semanas estou focando na eleição da Cassi.


OS PRAZEROSOS MOMENTOS EM CASA


Neste curto fim de semana, li um pouco de Machado de Assis. Nele temos O Mundo. Ele é atemporal. Já era um gênio em sua época. Ele destruía todos os conceitos e cutucava todas as vertentes sociais possíveis. Criticava a igreja, a burguesia branca escravagista, toda a gente sem caráter, os interesseiros, os que se diziam santos e honestos, o machismo, ele falava em nome dos explorados, e por aí vai. Ele criticava todas as formas de literatura, os jornais recém surgidos... ele era o cara!


Cortei o cabelo de meu filho. Limpei o aquário de meus peixinhos. Almocei com a Noni no sábado e domingo no shopping. Liguei para meus queridos papai e mamãezinha.

Caminhei uma hora no sábado e corri hoje 40 minutos num calorzão bravo. Mas tenho que buscar energia para não quebrar. Preciso estar forte para superar tudo.


QUEREM MATAR A POLÍTICA... SEM ELA, É A GUERRA

Aqueles com quem convivo já me viram falar isso várias vezes. Eu aprendi a valorizar a democracia e a política porque ela é a responsável por estabelecer as coisas nas sociedades sem violência, morte e guerras internas e externas.

Estamos vivendo tempos duros. Os donos do capital, com todos os seus veículos de comunicação privados, estão criando uma geração de pessoas intolerantes, violentas e sem limites. Por mais que se lute por bandeiras de respeito às mulheres, às chamadas minorias, mais vemos violência contra mulher, negros, homossexuais, crianças, idosos, pessoas sem poder econômico e posição social. Pertencer ou ser simpatizante de partidos de esquerda é ser "bandido" ou coisa do gênero etc.

"Hoping for the best but expecting the worst" (Alphaville)

"Torcendo pelo melhor, mas esperando pelo pior"


Bom, essa é minha refeição cultural de fim de semana. As pessoas que acompanham meu blog viram dias atrás o quanto eu estive triste com acontecimentos políticos sindicais em meu espaço de militância, traições etc, mas isso foi superado porque é pra frente que se anda.

Nada como conversar com as pessoas, os trabalhadores e gente simples do mundo, para retomar nosso vigor de cumprir a nossa missão neste mundo de lutar por uma vida melhor para as pessoas.

É isso! Vamos pra mais uma semana de viagem pelo país!

William

Nenhum comentário: