terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Diário - 050116


A natureza, uma árvore. Foto de 2009, em Torino (Itália).
Estava hoje a visitar fotos desta viagem que fiz a trabalho.

Hoje é terça-feira, 5 de janeiro. Osasco, São Paulo.

Pela manhã, li José Saramago. Comecei, há três dias, a leitura de A viagem do elefante. Saramago é tudo de bom, porque além das estórias, têm as reflexões existenciais.

Li um pouquinho de Machado de Assis ontem à noite - um conto: Na arca (1878). Comprei um livro anteontem com cinquenta contos machadianos, organizado por John Gledson. 

Machado é tudo de bom, é atemporal. Ele também tem, além das estórias, a crítica social, a crítica a tudo que era o "normal", o padrão, naquela sociedade patriarcal, machista, branca, católica, patrimonial, escravagista. Machado é o cara!

Por dever de ofício, apesar das férias, tive que ler por algumas horas, no dia de ontem, as súmulas da pauta da reunião semanal de diretoria do meu trabalho.

Estou caminhando, correndo um pouco. Preciso voltar minha saúde para o ponto de equilíbrio. Minha pressão arterial está desregulada. Está alta.

Revi papéis. Joguei fora alguns. Salvei algumas anotações. Reli postagens no blog, fiz comentários em um monólogo comigo mesmo, o hoje com o ontem.

Vi fotos antigas. Não tão antigas assim.

Saí com minha esposa para acompanhá-la em algumas obrigações.

Fim do dia.

Nenhum comentário: