sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Preenchendo lacunas culturais


(revisado em abril/2015)


Praça central em Florença - Itália.
Chegada pela estação de trem, em set/2009.
Ir a Florença foi preencher uma lacuna cultural.

REFEIÇÃO CULTURAL


Na busca pelo conhecimento e pelo autoconhecimento, tenho dedicado alguns momentos a mim mesmo e ao que gosto como, por exemplo, ler e praticar esporte - mais especificamente correr.

Às vezes, ponho fé que na leitura acharei o que procuro. Quero acreditar que um dia lerei algo que me dará a chave para uma existência menos pesada, menos sofrida e com mais sentido, apesar de saber que não são bem assim que as coisas funcionam.

A erudição é acúmulo de informação. A sabedoria é saber utilizar o acúmulo de informação, de conhecimento. E a sabedoria não está somente nos livros. Está também na percepção do próprio desenrolar da existência de si mesmo e da existência das coisas em geral.


PREENCHENDO LACUNAS CULTURAIS EM 2008

Por estes dias, li vários contos do “Dublinenses” de James Joyce. Assisti esta semana ao filme “Bloom”, de 2003, baseado na obra “Ulisses” de Joyce também. Tenho o privilégio de dizer que já li ambos os livros.

Assisti, finalmente, ao famoso filme “Carruagens de Fogo”, de 1981. Nossa vida é toda cheia de lacunas culturais, a minha e a de todo mundo. Todos conhecem a famosa música da trilha sonora do filme. Eu precisei esperar 27 anos para assistir a ele. Não sei o porquê. Simplesmente não havia assistido ainda. O filme é belíssimo!

Tenho o hábito de ler várias coisas ao mesmo tempo. Passei hoje da página seiscentos de “A montanha mágica” de Thomas Mann.

Outro dia, reli alguns capítulos de “A odisseia” de Homero. Também reli “Ensaio sobre a cegueira” de José Saramago. Até hoje estou tocado pela releitura.

Quero criar o grupo que sempre pensei. Uma espécie de sociedade cultural com encontros periódicos para discutir música, leitura, artes, política, educação, saúde etc. O principal não será o tema debatido e sim a empatia, a afinidade, os laços criados entre o grupo.

Não pensei no nome, mas talvez seja este que bolei hoje: Refeição Cultural ou Refeitório Cultural.


--------------------------------------------------------------

Nenhum comentário: