terça-feira, 8 de julho de 2008

O caminho de Santiago: o passo hoje foi a máquina fotográfica

Pois é, nunca fui de fotografar minhas caminhadas e andanças por aí.

Mas, como disse meu primo Jorge Luiz, uma viagem como essa merece registros fotográficos.

Para mim, as lembranças estarão registradas em meu ser. Mas não posso ser egoísta e não querer compartilhar com as pessoas próximas e amigos um pouquinho daquilo que vi, já que a experiência vivida é mais difícil de expressar.

Tenho tempo para aprender a mexer com a bichinha, já que não sou muito apto a esses negócios de tecnologia.

De passo a passo, de prestação em prestação, uma hora me pego lá em Madri, iniciando minha viagem de trem rumo a saída de minha caminhada, do outro lado dos Pirineus. (daqui a meses...)

Nenhum comentário: