terça-feira, 31 de dezembro de 2013

A vida secreta de Walter Mitty - comentário





Sinopse

O filme aborda a vida do personagem Walter Mitty (Ben Stiller). Ele trabalha na revista Life e é o gerente responsável pelo departamento de arquivos de fotografias. Ele foi um garoto bem ativo na infância e adolescência, era skatista, até que seu pai faleceu.

Ele está apaixonado por uma colega de trabalho, Cheryl (Kristen Wiig), e a empresa foi comprada e está enfrentando uma grave reestruturação que vai demitir muita gente e fechar a edição em papel da principal revista Life.

A principal característica de Mitty é que ele dá uns apagões e durante alguns segundos viaja em sua mente com coisas que gostaria de fazer mas não tem coragem.

Ele recebe um pacote com negativos do importante fotógrafo Sean O'Connell (Sean Penn), mas a foto que ele pede para ser capa da última edição da revista Life desaparece e Mitty faz o possível e o impossível para encontrar a foto e o fotógrafo.


Imagens e fotografia

O filme é belíssimo pelas imagens da Groelândia, Islândia e Himalaia.

Para mim, também foi legal ver um filme que se passa em Nova York logo depois de ter estado lá poucos dias antes. A estadia lá a trabalho e em contato diário com o movimento social novaiorquino me faz confessar que gostei daquela cidade e do povo de lá.


Roteiro dialoga com realidade capitalista

O drama da empresa que foi adquirida e vai sofrer reestruturação com demissão em massa e pouco respeito pela vida de dedicação de centenas de trabalhadores é uma dura realidade que acontece todos os dias nos países do mundo. Que lixo fazerem isso com as pessoas!


Emoção

“Ver o mundo e seus perigos, ver atrás dos muros, chegar mais perto, encontrar o outro e sentir. Este é o propósito da vida”

Algumas cenas me emocionaram bastante e com certeza voltarão em minhas reflexões futuras. 

Mitty precisa tomar decisões entre sair da condição de dar uns apagões da realidade e realizar aventuras em sua imaginação e precisa encarar aventuras de verdade. Foi muito legal isso e quase todo mundo precisa passar por tal coisa um dia.

A mensagem do fotógrafo no alto do Himalaia é o ponto máximo do filme para mim. Estou com aquilo na cabeça.


Bom, o filme é excelente. Vou assisti-lo novamente.


AGORA VAMOS DORMIR e acordar para meu maior desafio do ano: conseguir percorrer e completar a São Silvestre nesta manhã de 31/12. Só minha cabeça poderá me levar até o fim, inclusive controlando meu corpo, que não está em condições físicas. Acredito que tudo dará certo...


COMENTÁRIO POSTERIOR (MADRUGADA DE 2/11/14)

Acabei de rever o filme. A mensagem do fotógrafo na montanha me tocou novamente. Alguns instantes devem só ser sentidos, sem necessidade inclusive de registros (para os outros). É um momento único. Alguns instantes são a essência da vida.

Sobre a São Silvestre de 2013, deu tudo certo. Foi um desses instantes únicos da vida da pessoa, da minha vida. 

Nenhum comentário: