sábado, 8 de novembro de 2008

A palavra FILOLOGIA: origem e polissemia


Cultura e flores... mini rosa caseira. Foto: William Mendes

A PALAVRA FILOLOGIA E AS SUAS DIVERSAS ACEPÇÕES: OS PROBLEMAS DA POLISSEMIA

Filologia e crítica textual – Maximiano de Carvalho e Silva – UFF



A ORIGEM DA PALAVRA FILOLOGIA

De origem grega. Constituem essa palavra dois elementos: filo, que traduz a idéia de ‘amor’, ‘apreço e estima especial’, e logia, que significa ‘doutrina, ciência, erudição, conhecimento ou estudo científico’.

Passou ao latim, com o sentido amplo de AMOR DA (PELA) CIÊNCIA e CULTO DA ERUDIÇÃO OU DA SABEDORIA EM GERAL, e com o sentido especial de CULTO DA CIÊNCIA DA LINGUAGEM.

APÓGRAFOS: textos cujas cópias têm diversas origens.

Assim sendo, para designar ‘os homens que se distinguiram quer pela vastidão, multiplicidade e profundeza dos seus conhecimentos gerais, quer pelo culto especial das ciências da linguagem foi usada a palavra FILÓLOGO’.

Para estudar os textos e a estrutura das línguas criou-se a GRAMÁTICA (com base no substantivo gramma, ‘sinal gravado’, ‘letra’), aplicada de início ao que respeita ‘à escrita e, derivadamente, à leitura’ e por extensão à língua e ao saber lingüístico.

Segundo Carolina Michaëlis, à medida que tais estudos se aprofundavam, sentia-se a necessidade de ‘separar o estudo das línguas do das literaturas de cada uma delas.

Nenhum comentário: